O palestrante é um descobridor daquilo que é relevante para a sua prática e para o mercado. Sua rotina começa com o conhecimento: escutando e buscando entender as pessoas.

O que é e o que faz um palestrante?

Palestrante é aquele profissional que possui pleno domínio da oratória e das melhores formas de comunicar sobre um assunto ou área. É um profissional que precisa estar em constante capacitação, ultrapassando as fronteiras do conhecimento que diz respeito a um único segmento.

Por mais que o palestrante precise ter um foco em sua temática, ele é alguém que nunca pode abrir mão da visão periférica sobre o mundo. Precisa entender o lugar que ocupa, o público que o escuta e os mais variados aspectos e pontos de vista sobre a sua abordagem.

Trabalhar com pessoas significa ter uma visão aberta sobre diversas questões, reforçando seus embasamentos, mas estando disposto a se reinventar a cada situação.

No conjunto de suas habilidades, o palestrante é o profissional que:

  • Desperta emoções;
  • Incentiva as pessoas;
  • Carrega os insumos necessários para apontar caminhos e soluções diferentes;
  • Estuda e se aperfeiçoa o tempo inteiro;
  • Possui força de vontade;
  • Está sempre aprendendo algo novo e sabe aproveitar cada novo conhecimento.

É falsa a ideia de que o palestrante é alguém que nasce com um dom pronto e que não necessita de esforço e suor para ser um bom profissional. Como qualquer profissão, ser palestrante significa dedicar-se e abrir mão de inúmeras atividades do dia a dia em prol do seu crescimento e qualificação.

Saiba mais como ser um palestrante aqui!

Palestrante: quais são os tipos?  

Segundo Márcio Spagnolo, fundador e CEO da Profissionais S/A, existem dois grandes tipos de palestrante: o técnico e o comportamental.

1. Palestrante Técnico:

É aquele que trata de assuntos de ordem mais tangível. É o profissional que aborda questões como:

a) Finanças;

b) Trabalhos mais exatos (áreas específicas e mais analíticas do mercado);

c) Gestão de indicadores;

d) Análise de dados.

Esse tipo de palestrante está presente, geralmente, em eventos de indústrias, em workshops, cursos técnicos e demais eventos que exigem noções mais tangíveis de negócio.

2. Palestrante Comportamental:

É aquele que trabalha, de forma genuína, com liderança e motivação. É o profissional que comunica o que não é tangível, que aborda questões como:

a) Mudança de comportamento dos colaboradores ou do público-alvo em si;

b) Dicas e exemplos de sucesso para o desenvolvimento profissional e pessoal;

c) Modos de condução de equipes e de relações humanas;

d) Comunicação interpessoal e indicadores comportamentais de sucesso.

Características de um bom palestrante

Um bom palestrante é aquele capaz de atrair o seu público de modo intenso e admirável. É o mediador dos encontros mais vibrantes entre as pessoas que o assistem e o conteúdo que ele compartilha.

Mas o que faz com que alguns se destaquem mais que outros?

Um dos principais segredos é a capacidade de traduzir ensinamentos em uma linguagem acessível para todos. Quando um palestrante, como Leandro Karnal, diz que “quem respeita o governador e não respeita a faxineira não é um líder, e sim um interesseiro”, está trazendo para o dia a dia conceitos milenares que a sociedade precisa resgatar.

A analogia é uma das mais fortes ferramentas de conexão com o espectador. Um ponto de semelhança entre coisas ou fatos distintos que promove empatia entre quem fala e quem ouve e potencializa a entrega do conhecimento.

A construção de analogias também é uma marca de Mário Sérgio Cortella – professor, com milhares de seguidores nas redes sociais e mais de 1 milhão de livros vendidos, que fala sobre felicidade, motivação, ética e amor pelo trabalho.

Os principais aspectos em comum entre esses palestrantes de sucesso são:

  • Facilidade de captar o briefing do cliente e customizar sua palestra em relação a isso, adaptando-a sempre que necessário;
  • Fazer analogias com assuntos complexos, traduzindo com coisas mais simples, desmistificando temas densos para as pessoas entenderem, gerando empatia com o conteúdo;
  • Bom humor e carisma;
  • Domínio do conteúdo.

3 exigências essenciais para trabalhar como palestrante

A vida de palestrante não corresponde apenas àquilo que é visto através dos palcos. Ao contrário, ela é marcada por uma série de esforços essenciais para a manutenção de sua marca pessoal, que está atrelada ao seu profissionalismo e qualificação.

Nessa rotina, existem algumas exigências essenciais que, uma vez não cumpridas, inviabilizam qualquer carreira que vise à prosperidade como palestrante:

1) Precisa saber vender o seu trabalho

Como qualquer outra profissão, o palestrante precisa saber vender o seu trabalho. E isso se dá de diversas maneiras.

Em sua prática, o palestrante precisa desenvolver uma boa presença de palco, atraindo a atenção de seu público e inovando suas dinâmicas, sobretudo, se a sua demanda vem crescendo.

Vender o seu trabalho, nesse caso, significa entender que a sua presença é o seu produto. O palestrante é, ao mesmo tempo, aquele que vende o seu trabalho e que consiste no seu próprio “produto”.

Networking, novidades e a busca por diferenciar-se, atrelados a um planejamento bem elaborado do modo de expor seus atributos é um conjunto necessário para se ter sucesso ao vender as suas palestras.

2) Precisa planejar e diversificar suas palestras

Ao trilhar uma jornada, o palestrante precisa compreender a necessidade de trabalhar com o novo. O sentido da palestra, além do conteúdo compartilhado, também está no modo como ele é passado.

Saber atrair o seu público com planejamento e irreverência é um aspecto essencial para o exercício da profissão.

3) Precisa dedicar-se à produção de novos conteúdos

O surgimento e a qualificação de novos palestrantes têm sido cada vez mais recorrente no Brasil. Por isso, aquele que almeja trabalhar como palestrante precisa estar atento a tudo o que acontece ao seu redor, especialmente no que diz respeito aos assuntos que aborda.

Os bastidores da prática profissional do palestrante concentram-se, em sua maior parte, na busca incessante pela atualização de seus conteúdos como forma de inová-los e aprimorá-los em suas palestras.

Como em qualquer outro segmento profissional, o sucesso do palestrante está condicionado à sua dedicação. Entender as suas fraquezas e trabalhar para o seu crescimento é indispensável para o alcance de resultados efetivos e sucesso na carreira.

Conheça o aplicativo da Base e entenda como conectar palestras a pessoas e a empresas

A prática de um palestrante

Toda a atuação de um palestrante tem a ver com o seu entendimento sobre o conteúdo que será abordado.

Logo, férias, para o palestrante, é o momento de experimentação e aprendizagem. O palestrante inicia tudo no conhecimento.

“Como um pintor que se inspira, o palestrante, para fazer sua apresentação, precisa se inspirar. Depois do estudo, é preciso sintetizar o conteúdo, identificando o modo como roteirizar sua palestra”, Fernanda Zerbini, palestrante e professora de comunicação pessoal e corporativa.

Depois de assimilado o seu foco, é o momento de ensaiar. Fazer os testes necessários para externar, ao seu público, aquilo que deseja compartilhar. Essa é a hora de entender o que faz sentido, estando ciente de que, a cada apresentação, há um refinamento.

“Pessoas otimistas acreditam em sorte e circunstâncias. Pessoas corajosas acreditam em causa e efeito”, Zé Victor Castiel, palestrante, ator e colunista brasileiro.

Palestrante: existe o certo e o errado?

Não há certo ou errado, mas sim aquilo que funciona e que não funciona.

Por isso, a prática do palestrante tem mais a ver com o seu propósito. Se o propósito for egóico, será complicado, pois isso atrapalhará sua trajetória para melhorar e ouvir.

O certo é aquele que entende que ser palestrante é uma doação para o palco. É uma doação intensa, peito aberto. Para Fernanda Zerbini, um “estar nu frente ao palco”.

A linha de frente da comunicação exige inúmeras habilidades e preparação a tudo o que vai acontecer: uma exposição constante. Em suma, o palestrante de sucesso é aquele que se prepara para o papel que assume.

Você quer saber e entender mais sobre o mercado de palestras? Baixe AQUI nosso relatório completo!

Compartilhe nas redes sociais!